Fechar
 
 
 

Seleccione os seus temas favoritos

(Atenção: só receberá newsletters se tiver temas associados)
wait

Parabéns

O seu registo foi concluído com sucesso!

O Palácio do Correio Velho enviou-lhe um E-mail para confirmar o seu registo para:

Verifique a sua caixa de Lixo Electrónico se não tiver recebido o E-Mail na sua Caixa de Entrada dentro de 5 minutos.
É aconselhável adicionar o endereço <mail@news.pcv.pt> à sua lista de emails de confiança para garantir a correcta recepção das mensagens enviadas pelo Palácio do Correio Velho.

PCV Logo
Voltar à página dos lotes

Joaquim Manuel da Rocha, óleo Dim.: 46 x 67 cm.

1ª Sessão25 de Janeiro às 21:00
0173

Joaquim Manuel da Rocha, óleo Dim.: 46 x 67 cm.

€ 7.000 - € 10.000

Atribuído a ROCHA, Joaquim Manuel Rocha (1727-1786)
Paisagem com pescadores e cabana de palha a arder
Óleo sobre tela
Dim. aprox.: 46 x 67 cm.

Categorias

Comissão

16,30 %

Sobre o autor

ROCHA, Joaquim Manuel Rocha (1727-1786)

Joaquim Manuel da Rocha, foi discípulo de André Gonçalves e Domingos Nunes, tendo trabalhado com Peregrino Parodi, mas a sua obra ficou profundamente marcada pela influência de Vieira Lusitano, As suas composições apresentam muitas vezes uma paleta restrita em tons de amarelo e rosa. Dedicou-se á pintura de temas religiosos, naturezas mortas e marinhas, bem como ao retrato. Foi notável a sua acção como professor da primeira Aula Régia de Desenho e Figura, fundada em Lisboa por D. Maria I, onde teve como discípulos o seu próprio filho (Joaquim Leonardo da Rocha mais tarde artista de renome nacional) José da Cunha Taborda e Domingos Sequeira. Pintou varias igrejas e conventos de Lisboa, fez retratos importantes como o retrato do Marquês de Pombal e o de Joaquim Inácio da Cruz Sobral. Grande parte da sua obra foi destruída com o terramoto, mas chegaram até nós alguns exemplares actualmente expostos em igrejas das cidades de Lisboa e do Porto. São igualmente conhecidas obras suas da antiga colecção Mayne, como o "Incêndio da Patriarcal", datado de 1769, actualmente na fundação Ricardo Espirito Santo Silva. Da mesma colecção faziam parte, dois quadros, cuja descrição ("Pescadas" e "Melancias e Marmelos") é semelhante aos quadros vendidos pelo Palácio do Correio-Velho em Maio de 1999.

 

Nota

Reentelado. Verso da moldura com resto de tela original com vestígios de etiqueta,

PEDIDO INFO

As descrições dos lotes podem ser alteradas a qualquer momento. Deverá examinar pessoalmente cada lote durante a exposição e colocar-nos as suas dúvidas. Se não puder assistir à exposição, solicite um relatório sobre as condições do lote ou lotes que lhe interessem. Os lotes adquiridos deverão ser levantados no prazo máximo de 8 dias úteis após o leilão, na nossa sede (Leilões Live) ou no nosso armazém (Leilões Online), sem custos acrescidos.No caso de não efectuar o levantamento dos lotes dentro do prazo, informamos que iremos proceder à entrega dos mesmos a uma empresa externa para gestão de stock e manuseamento, o que terá um custo acrescido.

Todas as informações contidas no nosso site são propriedade exclusiva do Palácio do Correio Velho e não podem ser reproduzidas sem nossa autorização prévia.