Close
 
 
 

Select your favorite topics
wait

Congratulations

Your registration was successfully completed!

Palácio do Correio Velho sent you an email to confirm your registration to:

It is advisable to add the address <mail@news.pcv.pt> to your mailing list of trust to ensure the correct reception of messages sent by Palácio do Correio Velho.

PCV Logo
Back to lots page

MANUEL JORGE, Des. aguarelado s/ papel, 12 x 17 cm

0275

MANUEL JORGE, Des. aguarelado s/ papel, 12 x 17 cm

BUY NOW
€ 50
BUY NOW

MANUEL JORGE (n. 1924)
Lisboa Antiga
Desenho aguarelado sobre papel
Assinado
Dim. aprox.: 12 x 17 cm.

Note

Emoldurado.

Categories

Comission

24,60 %

About the author

MANUEL JORGE (n. 1924)

Fez os seus primeiros estudos na Escola Técnica Afonso Domingues, em Lisboa. Em 1941, durante a II Guerra Mundial, com 17 anos, deixou de estudar e ingressou na Marinha Portuguesa, como voluntário.
De 1941 a 1945 esteve estacionado em Cabo Verde, Madeira e Açores. Na Marinha teve a oportunidade de ir a Marrocos e ao Brasil.
Em Dezembro de 1945 saiu da Marinha e recomeçou a estudar, desta vez na Escola António Arroio.
Nos princípios de 1946 começou a trabalhar em vitral.
Entre 1946 e 1948 desenvolveu a sua técnica, realizando muitos trabalhos decorativos, entre os quais para a Exposição do Ministério das Obras Públicas, sob a supervisão do Professor Arquitecto Frederico George e para a Comemoração do IX Centenário da Cidade de Lisboa, sob a direcção de Leitão de Barros.
Estes dois importantes eventos tiveram lugar em 1947 e Manuel Jorge trabalhou entre os melhores Artistas Portugueses.
Entretanto, em 1948, conclui o seu Curso de Enfermagem, na Escola de Enfermagem de Lisboa.
Enquanto trabalhava no Hospital, ele sempre tentou estar onde a ajuda de emergência era mais necessária. Isto deu-lhe uma das maiores experiências na vida, aprendendo não só a anatomia do corpo, mas também a anatomia do invisível, aquela que ele não podia aprender nem olhando nem tocando, mas com a sensibilidade do coração: a anatomia da Alma.
O período entre 1948 e 1955 foi um dos seus melhores.
Sob a influência das suas emoções diárias, criou figuras mostrando um intenso interesse humano nas gentes, nas suas vidas, nas suas actividades, nos seus sofrimentos e nas suas alegrias, revelando, nos seus profundos sentimentos, uma visão da Alma.
Nos finais de 1955, Manuel Jorge deixa a Enfermagem e passa a dedicar-se, exclusivamente, à Pintura e à Decoração.
Em 1957 e em 1958 foi convidado, uma vez mais, pelo Professor Frederico George para fazer parte do pequeno grupo artístico para a decoração dos Pavilhões das Feiras Internacionais de Bruxelas, Bélgica e Colónia, Alemanha. Enquanto em Bruxelas decorou o Pavilhão do Brasil.
Desde 1960 colaborou:
Feira Industrial Britânica - Lisboa
Feira Internacional Portuguesa - Lisboa
Teatro Nacional de São Carlos - Lisboa (Como cenógrafo)
Museu de Marinha - Lisboa
50º Centenário das Comemorações do Infante D. Henrique - Lisboa
Exposições:
Alemanha
Bélgica
Canadá
Portugal
E. U A. (Miami)
Manuel Jorge está representado em muitas colecções privadas.

 
REQUEST INFO

The descriptions of the lots can be changed at any time. You should personally examine each lot during the show and put in your questions. If unable to attend the exhibition, ask for a report on the conditions of the lot or lots that interest you.

All information contained on our website are the exclusive property of the Palácio do Correio Velho and can not be reproduced without prior authorization.